Vaqueiro misterioso

JURA EM PROSA E VERSO CRENDICES, SIMPATIAS, SUPERSTIÇÕES Vaqueiro misterioso “…era um vaqueiro ambulante, misteriosamente aparecendo por fazendas em ocasiões de difíceis vaquejadas em que pintava proezas admiráveis. Nos sertões do norte mineiro dele se fala ainda com essa crença supersticiosa cheia de infância e desalinho, marcando datas, lugares, perigos inimagináveis, quase impossíveis, salvando gerações,[…]

Alamoa

CRENDICES, SIMPATIAS, SUPERSTIÇÕES ALAMOA “Olhei-lhe pra cara Não tinha nariz Eram dois buracos De um chafariz” (Costa, Pereira da. Folclore pernambucano, p.458) Os antigos detentos do presídio da ilha de Fernando de Noronha contavam que nas vésperas de tempestades, quase sempre à meia-noite, aparecia na praia uma mulher lindíssima, muito alta, com longos cabelos louros[…]