VONTADE DE SER PUTA

JURA EM PROSA E VERSO

 

CONTOS ERÓTICOS

 

 

Vontade de ser puta

 

Autor: Jaque

 

 

 

Sempre tive uma fantasia de ser prostituta, às vezes me masturbo imaginando ser uma puta, e gozo muito gostoso. Como eu acho que as pessoas devem viver a vida intensamente, pois ela é curta decidi então virar puta por um dia, ninguém ia saber mesmo.

No dia seguinte, acordei decidida a ser uma puta naquele dia, levantei tomei banho e sai, então lembro que preciso de uma roupa adequada. Fui em direção ao shopping, provei várias roupas curta e sexy, sem esquecer a bolsinha.

Eu tinha comprado um novo chip para o celular e divulgado o número na internet assim fiquei em casa esperando as ligações, vários homens ligaram, mas fui dispensando até achar alguém que me atraísse.

Der repente ouço o aplicativo Whatsapp, não imaginei que alguém me chamaria por ali, porém a conversa seguiu quente:

Cliente: _ Olá. Qual seu nome?

_ Jaque:

Cliente: _ Oi Jaque. Tudo bem?

Jaque: Tudo e você?

Cliente: _ Ótimo, falando com você então Melhor, apesar do friozinho na barriga, é minha primeira vez com uma profissional

Jaque: Relaxa você vai se sair bem…

Cliente: _ Espero, você pode me atender hoje? Não sei como faço, por onde começar… Para facilitar vou falar de mim, sou empresário e estou viajando a negócios, e estou precisando de uma massagem, carinho e o que mais puder oferecer. Como você é?

Jaque: Sou loira, 1.68, cabelos longos… seios arredondados e bunda grande…gosta??? Costumo me dar bem com homens mais velhos… e você gosta d novinhas???

Cliente: _ Nunca peguei uma, mas são muito gostosas… Só não sei quanto à experiência, novinhas não são mais básicas? Me entende?

Jaque: Bem, experiência e só testando, provando e aprovando rsrs

Cliente: _ Como funciona? Você vem no hotel? Te pego na rua? Como vou saber se o investimento vai valer à pena? Sabe de repente fica com frescuras, não põe a mão ai, não enfia o dedo, isso não. Dou…

Jaque: Posso ir ao hotel, se me passar o endereço…

Cliente: _ Você é dessas cheia frescuras? É completa?

Jaque: Topo tudo… sexo sem frescura… Você gosta de festinha? Com mais uma amiguinha minha, curte?

Cliente: _ Tipo é só para eu transar com as duas ou vocês se pegam?

Jaque: Ela gosta d me fazer carinho… e enlouqueço e de brinde come as duas… De todos os jeitos.

Cliente: _ Já estou imaginando…

Jaque: Vamos nós três então, Você vai gostar…

Cliente: _ Quanto vai custar? A brincadeira?

Jaque: Nada q você não possa pagar…

Cliente: _ Vai vir vestida como?

Jaque: Vestido justo preto, curto, lingerie preta e calcinha fio dental… bem enfiadinha

Cliente: _ Caralho que delicia. E desculpe perguntar, mas, como ela é a sua bucetinha, você a deixa como?

Jaque: Lisinha

Cliente: _ Ai ai, Ela é gulosa?

Jaque: Sim… Já tá toda molhadinha… e o seu pau…animado pra festinha q terá???

Cliente: _ Duro como pedra, louco por você já

Jaque: Hummm delicia

Cliente: _ O que faria com ele agora? se estivesse ai na sua frente.

Jaque: O pegaria firme…passaria a língua pela cabecinha…deixando-o bem molhadinho…e ia engolindo aos poucos…mas cada vez mais…

Cliente: _ Humm, ele já está latejando

Jaque: Ofereceria a minha amiga…pra chuparmos juntas… Já provou assim…duas te chupando ao mesmo tempo??

Cliente: _ Uma vez, na faculdade

Jaque: Gostou???

Cliente: _ Demais, a sensação é louca

Jaque: Quer d novo???

Cliente: _ Adoraria

Jaque: Quero t enlouquecer rsrs

Cliente: _ Sabe um desejo que tenho…

Jaque: Sim, diga

Cliente: _ Ser chupado até o fim, você consegue? Ou sua amiga?

Jaque: Hummm…tentar rsrs ok?

Cliente: _ Legal, mas e se eu gozar ?

Jaque: Tomo o seu leitinho e ainda divido com a minha amiga…

Cliente: _ Caraca… Você é safada mesmo…

Jaque: Adoro dar d 4… Toda empinadinha e você socando…

Cliente: _ Já imagino esse rabão. E frango assado? Você toda aberta, sua amiga mechendo no grelinho, e te chupando enquanto eu como

Jaque: Putz tipo oferecendo pra ela?

Cliente: _ Sim

Jaque: Adoro…

Cliente: _ Ai você vem por cima, e cavalga de cocoras… Gosto assim da mulher mexendo batendo firme

Jaque: Gosto…enquanto cavalgo… a minha amiga t oferece a bucetinha dela, sabe ela me deixa escolher quem me come primeiro…rsrs sempre escolho o amigo…mas ela vem sempre pra briga junto rsrs

Jaque: Nos damos bem…todos saem satisfeitos…briga boa kkk

Cliente: _ Duas putinhas safadas da nisso, briga por pau. Sabe sou louco por sexo anal, mas devido ao tamanho ninguém quer fazer… Você topa?

Jaque: Adoro…

Jaque: Mas como é a primeiro vez tenho um ritual… Eu costumo sentar devagarinho no seu pau…pra ir me acostumando e as outras posições não doer tanto…

Cliente: _ Você está molhadinha?

Jaque: Sim

Cliente: _ Está mexendo nela?

Jaque: Estou rsrs

Jaque: Estou d vestidinho… subi mais ele…tirei minha calcinha e estou conversando com você…

Cliente: _ Como você faz? Só alisa? Passa o dedinho fazendo círculos? Enfia o dedinho?

Jaque: Adoro alisar… Só vou alisando e fantasiando… Toco no ponto q me enlouquece… Só esquentando rsrs

Cliente: _ Sabe o que eu estava pensando? Tipo você teria problemas de jantar comigo? Antes do finalmente?

Jaque: Certo

Cliente: _ Gostaria de expô-la para todos verem, Mas tem que vir sem calcinha

Jaque: Sem problemas…

Cliente: _ Ok espero você no saguão do hotel…

Jaque: Mas…seria só sua???

Cliente: _ Claro.

A conversa com aquele homem misterioso me deixa doidinha e começo a me masturbar enlouquecida mente, próximo a mim vejo minha companheira uma escova de cabelo, humm, essa escova tem um belo cabo, grosso, comprido e roliço, rsrs… Aproveito para usá-la no meu relaxamento para poder chegar ao “cliente” mais centrada.

Quando entro no hotel vejo que é coisa de gente granfina, com muita classe, me dirijo ao restaurante do hotel e vejo um homem olhando para a entrada procurando algo, eu sorrio e ele sorri de volta…

Jaque: Jorge?

_ Sim, Jaque?

Jaque: Hoje sim, rsrs

Depois de me elogiar bastante ele me pergunta se gostaria de jantar com ele, concordo e ele me leva a uma mesa bem reservada dizendo que é onde pretende matar sua “fome”, ele sempre muito simpática e sorridente após a refeição e um jantar leve duas garrafas de vinho estamos rindo a toa…

Sinto um é subindo pela minha perna até tocar minha umidade e ficar ali mexendo nela com enquanto os outros jantam sem saber o que acontece, pessoas passando a nossa volta sinto que estou corada, me sinto ofegante… Quente.

Com isso levanto de repente e vou em direção ao banheiro chegando lá faço sinal para ele vir, assim que passa por mim, certifico-me que não tem ninguém e o puxa para pela gravata para dentro do banheiro em direção ao Box mais próximo.

Ele começa a me agarrar cheio de mão e puxa meu vestido um pouco para cima, coloca minha calcinha para o lado, me apertando contra a parede e entra em mim com força, sem dó, bombando firme, no momento nem me lembro da camisinha…

Ele me vira de costas e entra em minha bocetinha ardente por trás, eu lá toda submissa, e ele falando no meu ouvido o quanto sou gostosa e putinha, tapando minha boca para abafar os gritinhos, e sigo arrebitado a bundinha pra ele meter mais, entrar fundo quando sinto os jatos dele dentro de mim e todo o seu gozo, ele tira se arruma e sai deixando-me a querer mais.

Quando saio ele já está no bar do restaurante, me da o braço e caminhamos para o elevador ao fechar a porta do elevador começo a passar a mão no seu pau… me ajoelho e inicio uma chupada sem dó, profunda até engasgar, e vou sugando-o até chegarmos ao seu andar.

Entrando no quarto ele tira minha roupa e me leva para a sacada, já é noite alta e o fato de eu estar toda nua ali aumenta muito o meu tesão, o risco, todos os que podem nos ver, isso me deixa ainda mais excitada, ele me empurra para a o parapeito e começa a me chupar por trás debruçada na sacada, eu vendo o movimento passando na rua e ele chupando minha bucetinha melada, lambendo meu cuzinho guloso, até eu gozar…

Mais uma vez ele me larga lá, tira a roupa e senta em um sofá próximo a varanda, ele pede para que eu vá até ele de quatro, como uma cadela putinha que sou, balançando o rabinho.

Assim ele me oferece seu pau para que eu continuar o serviço, e assim eu chupava… descendo e subindo com a minha boca no seu pau… Doidinha pra sentar nele… “Vem” ele pede “Cavalga em mim sua cadela”, ao seu comando me levanto e encaixo a cabeça na minha bucetinha e começo a descer devagar… depois encaixava tudo… Até o talo, penetrando gostoso, devagar e até o fim forçando para baixo e subindo ai ele me levanta nos braços me vira e coloca no sofá de quatro pegaria pega na minha cintura e fica roçando o pau por trás, e eu lá louca d tesão implorando pra ele meter… olho nos olhos dele e falo “fode minha boceta que o cuzinho vou te dar na banheira, nisso ele começa a bombar e eu a rebolar, ele fica lá metendo com força e pelo que percebo admirando meu rabão que faço questão de empinar mais.

“Vou gozar” ele me avisa, Quer minha boquinha pergunto, “Sim, Você gosta de leitinho?” Adoro, vem me da o seu leitinho gostoso, ele goza e deixo escorrer belo canto da boca indo para os seios, tamanha foi à quantidade…

Após um breve descanso vamos para a hidro relaxar…

Após um tempo olha e vejo o “meninão” lá, mortinho rsrs, ele vê minha cara e diz “Vai ter que trabalhar reanimar o garoto”, e eu como não nego fogo começo a tocá-lo, vou passando seios pelo seu corpo, esfregando minha buceta molhada em uma das suas pernas, nisso seguro o seu pau e vou esfregando na minha bucetinha, daí quando sinto ele animado de novo… Vou pra borda da banheira… toda empinadinha…oferecendo o meu cuzinho… ele começa a beijar minha bunda, lamber meu cusinho.

“Come” peço para ele, ele molha o pau com saliva e encosta a cabeça forçando.

“Vai” eu peço “fode meu cu” e ele vai entrando, devagar rsrs

“Agora toca na bucetinha, pra ajudar relaxar”, quando entra até o talo, ele pergunta “Posso bombar já?”, Eu digo “vai fode caralho”, ele entra e sai devagar e diz “Assim que você quer? Bem devagar e gostosinho”.

Depois ele bate umas três vezes com muita força. “Ou quer assim” ele pergunta…

“Quer deixar a cadê linha arrombadinha?”

“Sim” ele diz “Quero arrombar você” E começa a bombar com força, e minha xaninha latejando… bem safada rsrs, empino o rabo e seguro a bunda com as mãos me abrindo e ele metendo sem dó. Já tô toda arreganhadinha pedido “Vai mete… come meu cuzinho… é todo seu…”

Aí q delícia… ele senta na borda da banheira e pergunta “Consegue sentar?”, nem respondo encaixo de costas e desço até o fim, “vai gostoso” eu digo, nisso ele anuncia que vai gozar e eu fico só pedindo “goza no meu cuzinho, vai goza”

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *