AMOR MEU… (Autor desconhecido)

JURA EM PROSA E VERSO

GRUPO FRATERNIDADE

AMOR – AMOR – AMOR – AMOR

 

 NoiteDeNupcias

Anjo meu…

(Autoria desconhecida)

 

Eu daria tudo pra ver aqueles olhos castanhos brilharem pra mim todas as manhãs, ouvir aquela voz dizendo que me ama, sentir aquele perfume do qual eu nunca enjoo. Daria tudo pra ser a dona daquele olhar, daquele cheiro, sorriso, beijo… Mas, isso é apenas uma ilusão que bateu na minha janela desde a primeira vez que te vi.

Naquele momento minha alma gritou: Preciso cuidá-lo, amá-lo… E o desejo – mesmo sabendo que essa história é impossível -, ah, ele só aumenta e por não ser realizado machuca o peito, rasgando em pedacinhos o pobre coração amargurado pela dor do desamor.

Ainda sabendo que não me amas, eu preciso ver-te novamente, contemplar teu olhar e sorriso. E a dúvida que me atormenta é se eu vou poder fazer isso outra vez. E depois de tudo o que houve e das palavras curtas proferidas em tom de indiferença, a única solução é esquecer.

Mas me diz! Como esquecer aquele que fez seu mundo parar e girar do lado contrário? Você mudou a minha rota, desviou-me do caminho. Como encontrar de novo o chão? Eu te amo, mas viver assim não dá mais. Porque nem nos sonhos tu apareces pra mim.

A imagem em minha cabeça é embaçada e confusa, mas ainda é você que predomina, dia e noite, noite e dia. Rezo para Deus cuidar de ti, já que eu não pude fazer isto. Despeço-te nas palavras que gostaria de ter dito, mas por medo não falei: eu amo você, anjo meu.

 

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *